Saiba o Que São Bitcoin e Blockchain e Qual Vai Ser Primordial no Futuro.

Saiba o que são Bitcoins na realidade e qual é a sua conjugação com a Blockchain.

Entre tantos fenomenos que só foram possíveis graças à Internet, o  é um dos mais interessantes pra comentar.

Tem gente que nunca ouviu falar, ou só ouviu coisas suspeitas. Uns acham que o Bitcoin é uma bolha prestes a estourar… ao mesmo tempo tem gente que já ganhou muito dinheiro com ele.

A grosso modo, o Bitcoin é uma moeda, tipo o Euro, o Real ou o Dólar, com algumas diferenças importantes que eu vou comentar daqui a pouco.

Ele tá ficando famoso, mas a parte mais importante disso tudo se chama Blockchain, que é a tecnologia que torna o Bitcoin possível. Ela é bem complexa, mas tem um propósito simples: um Blockchain serve para que computadores espalhados pelo mundo todo consigam armazenar uma única lista de coisas de forma descentralizada, confiável e segura.

Uma curiosidade

A Curiosidade é que ninguém sabe exactamente quem inventou essa tecnologia.

Do nada, alguém supostamente chamado Satoshi Nakamoto publicou o primeiro Blockchain distribuído pela Internet. Ninguém sabe de onde ele é, se ainda tá vivo, ou se é uma pessoa só. A primeira aplicação desse Blockchain, criada pelo próprio Satoshi, foi o Bitcoin.

Para entender o Bitcoin, precisamos antes falar de moedas em geral: no fundo, uma moeda é uma convenção. Um pedaço de papel ou de metal que pode ser trocado por produtos ou serviços de verdade. Moedas são uma das invenções mais importantes da humanidade. Sem elas, seria um quebra-cabeças e estaríamos batendo cabeça para decidir, por exemplo, quantas toneladas de alface equivalem a um iPhone.

Por trás de cada moeda tradicional como essas, existe um Governo. Mesmo com a globalização, é impossível separar o Dólar do Governo Americano, o Real do Governo Brasileiro, o Euro da Europa e assim por diante. E junto com cada governo vem todo um sistema financeiro e um Banco Central.

Mas em Resumo

O banco central controla a taxa de juros do mercado para ajudar no equilíbrio entre o crescimento da economia e a inflação. Em geral, funciona. Mas bancos centrais são atrelados a governos, que tem políticos que volta e meia fazem besteiras com moedas: veja o que está acontecendo na Venezuela ou o que o Brasil passou há alguns anos.

Outra coisa fundamental para as moedas tradicionais são os bancos normais. Hoje em dia quase ninguém guarda dinheiro em casa, excepto alguns políticos… mas os bancos fazem mais do que só armazenar dinheiro.

Na essência, o que um banco entrega para sociedade como um todo é confiança.

Se você faz uma transferência ou um pagamento, é o banco que garante que o dinheiro retire da sua conta e vai para outro lugar. Idem para saques, cheques, investimentos e qualquer outro serviço financeiro. Bancos lidam com confiança. Por esses factores que você não pode acordar um dia e decidir criar a sua própria moeda para ser o mais novo milionário do planeta. Primeiramente, nenhum Governo te vai dar confiança e se persistires ainda vai te acusar de crime financeiro.

Nenhum banco vai deixar você depositar o seu “dinheiro”.

Por último, ninguém mais no mundo ia acreditar que o ele alguma coisa. Apesar dessas dificuldades, o Bitcoin tem dado certo até o momento.

Vamos entender o porquê

A confiança que os bancos trazem para as moedas normais o Bitcoin consegue, por ser baseado no Blockchain. Qualquer operação fica armazenada de forma distribuída. É impossível gastar um mesmo Bitcoin mais de uma vez e qualquer pessoa pode validar qualquer operação… sem que nenhum banco precise entrar no circuito.

Mas e a parte útil de um Banco Central, quem faz no Bitcoin? O Bitcoin, de novo, resolve isso com tecnologia, muita matemática e, como sempre, de forma descentralizada. Os próprios membros da rede são recompensados com novos Bitcoin pelo trabalho que têm para aumentar o Blockchain.

Com o tempo, cada vez menos Bitcoin são criados e tudo funciona sem a necessidade de um Banco Central. A oferta de Bitcoin é controlada por matemática e não por desejos de um determinado governo ou Banco Central. Tudo isso parece óptimo, mas por enquanto a gente não consegue ir em qualquer padaria da esquina e gastar Bitcoin.

Então qual é a utilidade prática deles?

Assim como você não consegue trocar Bitcoin por pães, também não consegue fazer isso com ouro ou com petróleo. Nem por isso essas duas coisas não são valiosas.

Existem outros mercados onde você pode converter ouro, petróleo… e Bitcoin em euros, dólares ou seja lá o que for. Já existem várias corretoras onde você pode comprar Bitcoin com dólares, e vice-versa.

É só procurar no Google que você vai achar um monte. A valorização do Bitcoin desde que ele foi criado é assustadora. Se é uma bolha ou não, o tempo dirá.

Conclusão

Para completar, é provável que surjam outras moedas que talvez ultrapassem o Bitcoin, que não é perfeito. Por isso na minha opinião o mais importante não é o Bitcoin, mas o conceito de Blockchain.

Essa tecnologia deve atrair inovações que a gente nem imagina.

Blockchain, como todo software, são maleáveis, programáveis… moedas são só as primeiras coisas que estão sendo afectadas.

A Microsoft e a IBM, por exemplo, já oferecem Blockchain na nuvem para empresas: o uso vai desde o rastreio na cadeia de suprimentos até os departamentos corporativos de contabilidade e jurídico.

No futuro é possível que toda a gente olhe para as nossas moedas de hoje e as veja da mesma forma como vemos esses celulares de alguns anos atrás.

Não deixes que as incertezas e dúvidas sobre o Bitcoin te impeçam de ver o potencial da tecnologia por trás dele.

A própria Internet causou uma bolha no começo dos anos 2000 e depois virou o que virou. Na próxima vez que você andar pela rua, repare quantos estabelecimentos só existem porque “vendem”, confiança.

Esses são só alguns exemplos do que pode se tornar obsoletos ou completamente diferentes por causa de Blockchain… Mesmo que o Bitcoin não dê certo e caia no esquecimento, pode ter certeza de que o futuro passa por aqui.

Se gostou do artigo dê a sua opinião em baixo para eu saber… e aproveita para curtir e partilhar nas redes sociais.

Ao Nosso Sucesso,

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.